Chegou a hora de registrar um domínio e você não sabe qual escolher? Tem diferença de usar um domínio com final .com ou .br? Na verdade, isso tudo depende do público que você quer alcançar.

Mas para deixar você informado e tendo a certeza de qual extensão escolher, e qual é o melhor lugar para registrar o domínio da sua empresa, vamos explicar os principais pontos que devem ser analisados, antes de adquirir um domínio.

O que é um domínio?

O domínio é o nome do site que a pessoa digita no navegador (Google Chrome, Mozilla Firefox, Safari, etc) para acessá-lo, também é conhecido por endereço eletrônico ou URL. Todo site tem um número de IP que se conecta com o servidor que armazena o site. Este servidor é fornecido pelas empresas de hospedagens que por sua vez, armazena todos os conteúdos do seu site, como arquivos, imagens, textos e bancos de dados.

Porém, seria muito difícil decorar todos os números IPs dos sites que frequentamos, não é mesmo? Mal decoramos nosso CPF, imagina o número de todos esses sites. Por isso o domínio foi criado, para facilitar o acesso a sites que gostamos e visitamos.

O endereço eletrônico é a identidade da sua marca na web. O domínio precisa ser marcante, e deixar claro qual é a marca do seu produto ou trabalho que desenvolve. Vai ser através dele que as pessoas chegarão até você.

Na hora de criar um site, é preciso pensar em sua identidade visual, como design e estrutura. E o nome também faz parte desse planejamento.

Quais os tipos de extensões de domínio?

As extensões de domínio são as finalizações, como o .com, por exemplo. Elas também são chamadas de gTLD (Generic Top-Level Domain) ou de Domínio de Primeiro Nível (DPN) em português.

O domínio de primeiro nível indica a qual categoria o seu site pertence. Se ele é voltado para educação (.edu), governo (.gov), organização (.org) e assim por diante.

Atualmente existem mais de 250 tipos de extensão de domínio e muitas outras estão surgindo. Essas novas categorias criadas, estão sendo divididas de duas formas.

gTLDs originais:

  • .com;
  • .net;
  • .info;
  • .org;
  • .edu;
  • .gov e etc.

Novas gTLDs:

  • .store;
  • .life;
  • .fun;
  • .tech;
  • .top;
  • .space e etc.

As novas gTLDs ajudam na representação da marca, assim o usuário consegue identificar de qual setor é o site que ele está acessando.

Código do País – Extensões nacionais

Além das extensões – ainda dentro do domínio – temos o código do país. A ccTLD (Country Code Top-Level Domain) são as duas letras finais do domínio que representa o país ou a cidade de origem do site.

O seu uso não é obrigatório, você pode optar por não colocar e terminar o domínio apenas na extensão (.com). Entretanto, logo abaixo falaremos sobre as diferenças de usar um domínio .com e .br.

Algumas ccTLD acabam sendo utilizadas como gTLD, que é o caso de .bz que tem significado da cidade de Belize, mas o pessoal acaba utilizando como “business” para empresas de negócios. Ou .tv que na verdade é código para Tuvalu na Polinésia, mas que passou a ser usado para conteúdos televisivos.

Há muitos usos de siglas como essas aplicadas em diversos tipos de situações diferentes.

Em 2017, a entidade que gerencia as terminações .br no Brasil, a Registro.br, iniciou uma campanha para criar extensões das cidades brasileiras, hoje, mais de 50 cidades já tem sua própria extensão.

Qual a diferença de usar um domínio com final .com e .br?

Depois de tantas opções, é natural que você esteja se perguntando quais são as diferenças de um domínio internacional, terminado em .com e do domínio nacional, terminado em .br.

Quando um domínio é finalizado com o .br, o Google identifica seu site como sendo do Brasil, dessa forma, ele será recomendado nas pesquisas brasileiras com mais facilidade.

Por isso, se o seu conteúdo é prioritariamente feito para o Brasil, é recomendado o uso do .br no final. No entanto, se você quer que seu site seja ranqueado internacionalmente, o uso do .com é válido.

Você ainda pode limitar e usar o .sp ou de outras cidades, como citado acima. Mas para isso é preciso um planejamento estratégico das ações que serão tomadas para a divulgação do seu site.

Porque registrar direto no Registro.br?

Escolheu seu domínio e extensões, e agora? Onde registrar o seu domínio?

Muitas hospedagens oferecem o registro gratuito do domínio em seus pacotes, porém, se você optar pela versão com .br no final, recomendamos que utilize a empresa responsável por esse serviço no Brasil, o site Registro.br.

É essa a empresa responsável em registrar e manter os domínios nacionais no ar. Mesmo quando você compra um domínio .br em pacotes de hospedagens, você está adquirindo-o através do site Registro.br, ou seja, você está apenas terceirizando esse serviço.

Motivos para você usar um domínio nacional (.br):

  • Preços estáveis: A entidade Registro.br manteve por 13 anos seu preço estável de R$30 anuais para o registro de domínio. Apenas em 2017, o valor passou para R$40.

 

  • Cobrado em Reais: Um dos motivos para o preço se manter estável é de que o valor é cobrado em reais, diferente dos domínios internacionais que o valor muda conforme a variação do câmbio. Na hora de renovar o seu domínio internacional, o valor pode estar mais alto do que antes.

 

  • Domínio fixo: Você pode manter seus domínios no mesmo lugar. Quando se utiliza do domínio dentro de um pacote de hospedagem, seu documento como CPF e CNPJ, fica vinculado a empresa de hospedagem, e se um dia você quiser trocar, pode ser muito burocrático desvincular os dois (domínio e hospedagem). Usando o Registo.br, seus domínios estarão no mesmo lugar, independente da hospedagem do seu site.

Sendo assim, não é obrigatório contratar o domínio no mesmo serviço de hospedagem. Caso você decida escolher um domínio internacional, terminado em .com, por exemplo, o registro é feito através de uma empresa credenciada, aí sim, você pode utilizar as empresas de hospedagens.

Conclusão sobre qual domínio escolher

Há muitas opções na hora de criar um domínio, por isso decidimos dedicar um artigo apenas para ele.

Para saber qual domínio e extensão escolher, você precisa saber qual o alcance de visualizações, e de público você quer atingir com o seu site.

É importante que você registre seu domínio em seu CNPJ ou CPF e não se esqueça de pagá-los anualmente, para que seu site e e-mails não fiquem fora do ar.

Algumas agências oferecem “domínio gratuito” na contratação do serviço de criação de site, mas no final das contas você está recebendo um desconto de R$ 40,00 e ainda deixando o seu domínio registrado por outra empresa.

Para não ter problema de esquecer, você pode contratar pacotes maiores de um ano, e ainda receber descontos.

Depois de saber um pouco sobre os domínios, que tal aprender sobre os próximos passos? Leia nossos artigos sobre:

Nosso texto te ajudou? Ficou alguma dúvida? Deixe um comentário!