Em um mundo cada vez mais conectado, a UX (experiência de usuário) se tornou uma prioridade para desenvolvedores e programadores do mundo todo.

Uma vez que estamos passando cada vez mais tempo em um mundo virtual, a experiência que o usuário tem em sua página de web precisa ser ainda mais satisfatória.

Então foi aí que nasceu o CSS, que é uma linguagem de marcação utilizada para estilizar páginas da web.

Ele define a aparência dos elementos HTML, como cores, fontes, tamanhos e layout. Ou seja, é utilizado para deixar a aparência e a experiência do seu site ou aplicativo mais agradável.

Entende- se que o HTML funciona como o “esqueleto” da página, ele simplesmente mostra onde cada elemento vai ficar, formando uma estrutura da página. Enquanto isso, o CSS vai entrar como a “roupa do corpo” de página web.

O CSS vai ser quem vai estilizar coisas como, tamanho do texto que a gente vai escrever, a fonte do texto entre outras várias outras coisas super importantes que entraremos em detalhe mais à frente.

A sintaxe do CSS é bem simples e fácil de entender, em resumo teremos o seletor que nada mais é do que o elemento HTML que a gente vai utilizar para poder estilizar.

Dentro dele a gente vai ter o bloco de declarações, o espaço que a gente vai colocar todas as mudanças que a gente quer fazer nesse elemento e para cada declaração a gente sempre vai ter uma propriedade e o valor dela separados por dois pontos.

A propriedade vai ser o atributo que será aplicado, então por exemplo podemos pegar a cor, o plano de fundo, a fonte, tamanho da fonte e etc. O valor dele vai ser essa característica, ou seja, para a cor a gente pode colocar o azul, para o tamanho da fonte podemos colocar 24px e etc.

Desta forma, podemos colocar várias declarações nesse mesmo bloco, então no final colocamos um ponto ponto e vírgula (;) para separar cada uma delas. Mas entraremos em mais detalhes a seguir.

 

Leia também: Como remover CSS não utilizado no WordPress?

 

O que é o CSS?

Cascading Style Sheets (Folhas de estilo em cascata) ou normalmente chamado de CSS, é um mecanismo para adicionar estilos a uma página web, aplicado diretamente nas tags HTML ou ficar contido dentro das tags <style>.

Também é possível adicionar estilos adicionando um link para um arquivo CSS que contém os estilos.

Na prática, o CSS possui capacidades incríveis de estilização, é possível desenvolver um site extremamente elegante, bem otimizado e com interação. Foi desenvolvido pelo W3C (principal organização de padronização da World Wide Web) em 1996.

Enquanto o HTML é uma linguagem de marcação, a parte estrutural de um site, o CSS é focado no estilo, na parte estética de um site, eles se complementam.

Com o CSS você pode modificar praticamente tudo dentro do seu layout como:

  • as cores;
  • características de fontes;
  • margens;
  • posicionamento;
  • imagens de fundo.

Existem muitas outras opções além dessas que citamos, são várias possibilidades.

A sintaxe do CSS consiste em um seletor e um bloco de declaração, o seletor seleciona quais elementos e HTML receberão as propriedades, o bloco de declaração contém uma ou mais declarações separadas por (;), cada declaração inclui uma propriedade ou mais propriedades separadas por (,) como cor ou tamanho da fonte de texto por exemplo. E o valor determina o valor da propriedade.

No exemplo abaixo temos a cor azul e o tamanho de fonte de 12 pixels.

H1 {color:blue; font-size:12px}

sendo:

h1: Seletor

color: propriedade

blue: valor

font- size: propriedade

12px: valor

Dentro do universo do CSS, existem três principais métodos de aplicação: inline, interno e externo.

Cada um desses métodos oferece vantagens e é útil em diferentes cenários, dependendo das necessidades do projeto, e explicaremos sobre cada um deles a seguir.

 

Leia também: Dez erros mais comuns do WordPress e como corrigi-los

 

O que é CSS inline?

O CSS inline é quando os estilos CSS são aplicados diretamente dentro da tag de abertura de um elemento HTML. Seu uso geralmente não é recomendado pois cada componente deve ser utilizado individualmente.

O CSS inline é aplicado diretamente aos elementos HTML usando o atributo “style”. Por exemplo, se quisermos alterar a cor do texto de um parágrafo para vermelho, podemos fazer isso da seguinte maneira:

<p style=”color: red;“>Este é um parágrafo com texto vermelho.</p>

Embora o CSS inline seja fácil de implementar e possa ser útil para estilos simples e específicos, ele tende a ser menos eficiente em termos de manutenção e reutilização de código.

O que é um arquivo CSS externo?

O que é um arquivo CSS externo?

O CSS interno, é carregado toda vez que o site é atualizado, o que aumentará o tempo de carregamento e você não poderá usar o mesmo estilo CSS em outras páginas.
O CSS externo envolve a criação de um arquivo .css separado que contém todas as regras de estilo e, em seguida, vinculá-lo ao documento HTML usando a tag <link>. Aqui está um exemplo:

<!DOCTYPE html>

<html lang=“en”>

<head>

<meta charset=“UTF-8”>

<meta name=“viewport” content=“width=device-width, initial-scale=1.0”>

<title>Exemplo de CSS externo</title>

<link rel=“stylesheet” href=“styles.css”>

</head>

<body>

<p>Este é um parágrafo com texto estilizado através de CSS externo.</p>

</body>

</html>

O arquivo “styles.css” pode conter todas as regras de estilo necessárias para o projeto, o que torna a manutenção e organização do código mais fácil e eficiente.

Além disso, o CSS externo permite a reutilização de estilos em várias páginas da web, o que é útil em projetos maiores e mais complexos.

 

Leia também: Dicas para otimizar a performance do seu site em WordPress

 

Qual a diferença entre CSS inline, interno e externo?

No caso do CSS externo em relação aos outros já citados, é o mais indicado e recomendado pois os códigos CSS ficam em um arquivo externo, com isso você pode fazer todo o estilo em um único arquivo separado e aplicar esse estilo em qualquer página desejada.

Sendo assim, vamos abordar especificamente cada uma dessas diferenças de uma forma bem didática.

1. CSS Inline: No CSS inline, os estilos são aplicados diretamente aos elementos HTML usando o atributo style. Exemplo: <p style=”color: red;”>Este é um parágrafo com texto vermelho.</p>.

Vantagens:

  • Facilidade de implementação, especialmente para estilos simples e específicos.

Desvantagens:

  • Menos eficiente em termos de manutenção e reutilização de código.
  • Difícil de controlar quando se trata de aplicar estilos a vários elementos ou páginas.

 

2. CSS Interno: No CSS interno, os estilos são definidos dentro da seção <style> no cabeçalho HTML. Exemplo:

<head>
    <style>
        p {
              color: blue;
              font-size: 16px;
            }
      </style>
</head>

Vantagens:

  • Oferece um equilíbrio entre conveniência e controle, permitindo estilos específicos para elementos individuais ou para toda a página.
  • Permite uma melhor organização do código em comparação com o inline.

Desvantagens:

  • Ainda pode ser complicado de gerenciar em projetos maiores ou em equipes.

3. CSS Externo: No CSS externo, os estilos são definidos em um arquivo .css separado e depois vinculados ao documento HTML usando a tag <link>. Exemplo:

<head>
    <link rel=“stylesheet” href=“styles.css”>
</head>

Vantagens:

  • Melhora a organização e a manutenção do código, especialmente em projetos maiores.
  • Permite a reutilização de estilos em várias páginas da web.
  • Facilita a colaboração em equipe, separando o conteúdo do estilo.

Desvantagens:

  • Pode adicionar uma solicitação de rede adicional ao carregar a página, embora isso seja frequentemente compensado pelo cache do navegador.

A principal diferença entre esses métodos é onde e como o CSS é definido e aplicado dentro do documento HTML, com cada abordagem tendo suas próprias vantagens e desvantagens em termos de conveniência, controle, organização e eficiência.

A escolha entre eles depende das necessidades específicas do projeto e das preferências do desenvolvedor.

Como usar o CSS no HTML?

Como usar o CSS no HTML?

Como já mencionamos anteriormente, o CSS é uma linguagem indispensável para a estilização e formatação de páginas da web. Então nós vimos hoje que existem três formas de utilizar o CSS no HTML, não existe a melhor, mas existe aquela que se encaixa perfeitamente em seu projeto.

CSS Externo é a maneira mais recomendada para a maioria dos casos, devido às suas vantagens em termos de organização, reutilização e manutenção.

Porém, dentro dos três principais métodos de aplicação: inline, interno e externo. Cada um desses métodos irão oferecer vantagens e é útil em diferentes cenários, dependendo das necessidades da sua página ou aplicativo mobile.

 

Precisa de ajuda com a parte técnica? A Lamattina Marketing Digital está aqui para te auxiliar! Entre em contato e agende uma consulta.

2024-06-06T00:47:28-03:00WordPress|0 Comentários

Deixar um comentário