Todo ano o Google atualiza o algoritmo de busca em torno de 500-600 vezes. A maioria dessas mudança são pequenas, no entanto ocasionalmente acontece uma grande mudança (como por exemplo o Google Panda e o Google Penguin) que afetam os resultados de busca de maneira significativa.

Quer Saber mais sobre os fatores de busca do Google? Clique aqui e leia nosso post.

Após um longo período (quase 2 anos), sem nenhum grande mudança, no dia 28 de setembro de 2016, o Google anunciou uma atualização do Penguin para todos os idiomas. Essas são as principais mudanças que os proprietários de sites devem se atentar:

  • O Penguin agora é em tempo real. Antes, a lista de sites afetadas pelo Penguin era atualizada periodicamente e de uma só vez. Quando eram realizados ajustes no site, alguns algoritmos do Google poderiam verificar isso de maneira rápida, outros no entanto, como o Penguin, precisavam ser atualizados. Agora, o Penguin é atualizado em tempo real, dessa forma as mudanças serão percebidas rapidamente, logo após um recrawl e um reindex na página.
  • O Penguin agora é mais granular. Ao invés de afetar todo o site, o Google passa a tratar as páginas individualmente. Dessa forma, é possível que apenas uma página do seu site seja penalizada, ao conter sinais de SPAM ou outras práticas não aceitas.

As mudanças no algoritmo do Google ocorrem com grande frequencia, portanto é sempre importante ficar atento as mudanças e deixar seu site dentro dos padrões recomendados. Um fator que dificilmente irá mudar, é a qualidade do conteúdo do site para o usuário e acessibilidade aos seus crawlers. Quando for considerar o conteúdo de um site, sempre se pergunte: “Isso é relevante ao meu público-alvo?”

Isso facilitará muito o trabalho de SEO no site.

Caso tenha ficado alguma dúvida, deixe o seu comentário que responderemos prontamente.